MEDICINA DO ESTILO DE VIDA

PROMOÇÃO DE SAÚDE

ETAPAS:

  • Terreno biológico
  • Peso e dieta
  • Exercícios
  • Estresse
  • Sono de qualidade

 

TERRENO BIOLÓGICO

 O que devemos saber sobre nós

 

  • Eu conheço o meu histórico familiar de doenças?
  • Eu identifiquei os possíveis pontos fracos do meu organismo, aos quais deverei dar mais atenção ao longo da vida?
  • Eu conheço o meu corpo? O que me faz adoecer e como tem sido o meu histórico de saúde até aqui?
  • Eu já aprendi a evitar ou minimizar o que não é bom para a minha saúde?
  • Então estou pronto para passar para a próxima etapa!

 

PESO e DIETA

O que precisamos saber sobre peso, alimentação e dieta?

  • Eu sei que meu peso é um indicador de longevidade e qualidade de vida?
  • Eu conheço o IMC ideal para a minha idade e altura?
  • Eu conheço o meu índice cintura/quadril ou pelo menos sei simplesmente quanto mede minha cintura abdominal?
  • Eu preciso adequar esses parâmetros? Então preciso mudar alimentação e hábitos de vida…mas para falar a verdade, todos nós podemos melhorar a qualidade de vida com intervenções em nosso estilo de vida, mesmo com o IMC adequado!

 

EXERCÍCIOS

 O que precisamos saber sobre exercícios

  • Eu sou sedentário? Já sei da importância do exercício em minha saúde ou doença?
  • Eu já fiz avaliação clínica/cardiovascular e consultei um fisiatra/fisioterapeuta para conhecer as potencialidades e limitações do meu corpo antes de começar a me exercitar?
  • Eu já identifiquei a forma de exercício que mais me dá prazer e que trará os benefícios que preciso?
  • Estou com dificuldade de começar o programa de exercícios ou começo e interrompo num ciclo vicioso indefinido?
  • ..estou no caminho certo? Avante!

 

ESTRESSE

 O estresse é inevitável… o que fazemos com ele é que muda nossas vidas…para melhor ou para pior!

  • Eu me conheço? Reconheço meus gatilhos, e já sei como lidar positivamente com o estresse nosso de cada dia?
  • Eu continuo reagindo da mesma forma aos estímulos estressores que já aprendi a reconhecer? O que posso fazer para mudar?
  • Consigo relaxar durante o dia? Eu me permito meia hora por dia…pelo menos…para estar sozinho comigo mesmo? Já aprendi a entrar em alfa…pensar em nada…?
  • Eu sei o que significa religare? Sei a importância de me conectar com a “minha” força interior que vem do Universo e que habita o meu ser?

 

SONO DE QUALIDADE

 Para manter a saúde, uma boa noite de sono é imprescindível!

  • Eu já entendi por que o sono é tão importante para o meu organismo?
  • Eu já identifiquei os erros e acertos em relação à higiene do sono? O que posso fazer para conseguir ter um sono reparador?
  • Meu médico solicitou uma polissonografia. O que é isso?
  • Simplesmente não consigo acordar com a sensação de ter dormido bem…não estou descansado! O que faço?
  • Agora sim! Tenho um sono reparador, e, qualidade e quantidade de horas dormidas!
  • Rumo à próxima etapa!

 

 

 

ALVOS PRINCIPAIS:

 Doença arterial coronariana

  • Doença cerebrovascular (e demências)
  • Câncer

 

As doenças degenerativas crônicas são as responsáveis pela falta de qualidade de vida e pela antecipação da morte em nosso século, apesar da evolução da Medicina Ortodoxa, seus métodos d detecção precoce das doenças e seus protocolos úteis e cada vez mais eficazes para salvar vidas e retardar a morte.

Mas a longevidade que temos conquistado não tem sido para todos. Nem a qualidade de vida dos anos que ganhamos a mais, com as intervenções médicas emergenciais e medicamentosas de longo prazo.

Os casos de câncer, de doença coronariana (infarto) e de doença cerebrovascular (derrame, AVC), além das demências continuam aumentando (estatisticamente) entre nós! A passos largos. Vivemos uma epidemia silenciosa! Muitas vidas em sofrimento desnecessário e desmano. Não precisamos passar por isso. Envelhecer é esperado e faz parte do processo…mas não significa necessariamente deixar de ter autonomia, mobilidade e qualidade de vida. Hoje temos as informações que precisamos. Por que não agimos preventivamente? Por que esperamos adoecer para buscar uma solução milagrosa?

Ele, milagre, não existe…pelo menos não sem que façamos a nossa parte e embarquemos de cabeça em nossa recuperação! Somente nós podemos ser os autores da nossa história de qualidade de vida e longevidade saudável! Nosso corpo responde a vários estímulos… mas o principal e mais eficaz é o interno (self)! Ele, organismo, precisa que nós retomemos as rédeas da nossa saúde!

Busque apoio do seu médico. Identifique as suas necessidades e faça, com a ajuda dele, o seu programa de recuperação de saúde!

Ainda dá tempo!

 

 

INTERVENÇÕES PRIMÁRIAS:

  • Inflamação e Metilação
  • Desintoxicação ou destoxificação
  • Teste Genômico

 

 

A INFLAMAÇÃO silenciosa ocorre no nosso organismo e não somos capazes de ver (não é como a inflamação que causa vermelhidão e inchaço…com a qual estamos acostumados…). Ela, inflamação silenciosa é a responsável pela perda de equilíbrio interno (homeostasia) que leva ao adoecimento. Ela está na base de toda doença crônica degenerativa, seja ela doença cardíaca, câncer ou demência, entre outras tantas. Mas existem exames para diagnosticá-la e algumas intervenções para a sua reversão!

Se não somos capazes de fazer a METILAÇÃO adequada, os metais e outros agentes tóxicos provenientes do ambiente em que vivemos e de hábitos nocivos podem se acumular no organismo e interferir na função normal de vários órgãos. Em outras palavras, a destoxificação do organismo fica bloqueada!

O fígado, por exemplo, usa a metilação para excretar toxinas e tudo o que não é importante para o organismo. Além disso, a metilação também é essencial na formação adequada do DNA!

Assim como no caso da detecção da inflamação silenciosa, também existem exames para diagnosticar a eficiência de metilação do organismo, além de intervenções para aumentar a sua eficiência. Reduzir os níveis de homocisteina plasmáticos é imprescindível e uma das primeiras intervenções que refletem a melhora da metilação.

O TESTE GENÔMICO é importante, caso a caso e pode ajudar muito a orientar o médico quanto a intervenções no estilo de vida para evitar doenças, mudando o perfil epigenético do indivíduo, assim como pode ajudar na decisão terapêutica mais adequada, resultando em intervenções mais assertivas e menos invasivas.

 

 

 

 

 

 

INTERVENÇÕES SECUNDÁRIAS

 

  • Suplementos
  • Hormônios bioidênticos

 

Procure seu médico de confiança para avaliar a necessidade de suplementação a curto e médio prazos de micronutrientes (vitaminas, minerais, enzimas, entre outros) que atuarão como fatores de ajuste bioquímico para a retomada da homeostase interna e o retorno à normalidade funcional. Que significa que todos os órgãos estão atuando bem em suas funções, possibilizando digestão, absorção, assimilação e síntese do que precisamos e viabilizando o catabolismo ideal com excreção do que deve ser eliminado do nosso organismo para que ele se mantenha bem!

Quanto à modulação hormonal, quando indicada caso a caso, após esgotadas as possibilidades de equilíbrio através de intervenções alimentares e de estilo de vida, deve ser feita por profissional experiente e com hormônios bioidenticos.

 

 

Anúncios